23 abril 2009

Bioquímica.


"Os bioquímicos são umas espécie rara em extinção!"

Fiquei chocada! Uns profs só nos gabam, chegámos ao ICBAS e só a prof que também é bioquímica (foi aluna do primeiro ano em que o curso foi leccionado pela primeira vez) é que nos defende!

É sempre positivo um biólogo se virar para nós "Eh pá! Vais para o desemprego! Mas calma, ainda há esperança!". Mas começando pelo início...
Primeiro de tudo, a bioquímica é uma ciência muito recente quando comparada com outras. O curso na UP abriu à sensivelmente 30 anos, mais coisa menos coisa. Na realidade, a profissão 'Bioquímica' nem existe. Não existe uma ordem de bioquímicos. Isto deve-se ao facto de ninguém saber dizer o que é um bioquímico. Existem bioquímicos a trabalhar no lugar de biólogos, de farmacêuticos, de médicos (no que toca à investigação), de técnicos de saúde, de analistas,de químicos, entre outros, acho que já perceberam a ideia. Eu como aluna de bioquímica digo sinceramente, só vem para este curso dois tipos de pessoas, talvez três: os que não sabem o que querem, os que querem investigação e os que acham piada ao curso por ser tão abrangente (química, ciências biológicas, matemáticas e físicas)!

Eu sou sincera! Só me vejo a trabalhar no ramo da indústria (alimentar ou farmacêutica), sempre achei piada às biologias, mas ir para biologia não me agradou, não me garantia futuro nenhum. Olhando para bioquímica achei piada porque dava para fazer o que gostava e dava-me um leque de opções muito variado. Só me esqueci de uma coisa! O curso é dividido por duas instituições: FCUP e ICBAS. Por outras palavras, as ciências como a química, física e matemática são dadas por cientistas que adoram reprovar alunos e as biologias ficam com os profs que dão medicina e acham que nós também temos de saber muito! Resumindo e concluindo: Estou tramada até acabar o curso! Até agora não tem corrido mal, mas este semestre tenho 5 relatórios por semana (no fim do semestre fiz à volta de 36 relatórios, muito bom!!!), volta e meia algum prof lembra-se que podia fazer um testinho e por fim trabalhos para o fim do semestre para dar e vender! Assim, chego aos exames que somos obrigados a ir e não tenho nada em dia, temos pouco mais de mês e meio de férias no verão e acabo com uma média de porcaria! Porreirinho!

Já ouvi várias versões:
- Só os bioquímicos do Porto têm garantias no futuro
- Os bioquímicos estão todos empregados
- Os bioquímicos estão lixados
- etc

Eu só sei uma coisa! Este curso é muito giro, engraçado, muito trabalhoso, por um lado difícil (para não dizer muito difícil)... e vai me dar muito gozo acabá-lo, vou-me sentir muito aliviada! E depois de tanta dor de cabeça não me venha um biólogo dizer que vou para o desemprego! Bioquímico que se preze arranja qualquer coisa! Não estudamos só sequências de DNA e proteínas!

E por fim deixo, uma definição muito bonita de bioquímica (até dá logo vontade de ter um bioquímico em casa... e daí... talvez não):
"A Bioquímica é, como o próprio nome indica, a química da vida. É o ramo da ciência que faz a ponte entre a Química, estudo das estruturas e interacções entre átomos e moléculas, e a Biologia, estudo das estruturas e interacções das células e organismos vivos. Visto que todos os seres são constituídos por moléculas "inanimadas", a vida é no seu nível mais básico um fenómeno bioquímico." ANBIOQ

3 comentários:

TILT disse...

Ler isto imediatamente antes do teste de Sistemas Eléctricos faz com que, de repente, o meu espetanço dentro de 20 minutos pareça um problema fácil de resolver xD

Rita* disse...

Bioquímica é sim um curso difícil. Mas no fim acho q estamos mais realizados e mais prontos para o mercado de trabalho do que os biologos. Portanto, don't worry, be happy! :D

E com bocas de biólogos, podemos nós bem :P

joana disse...

A meu ver a Biologia está pior... mas é só uma opinião. A maior parte da minha turma de secundário foi para biologia e para o próximo ano acabam. A maioria já anda a pensar em outros cursos... ou formações em Bioquímica.