13 julho 2011

Beach Day


O tempo não anda muito famoso, ou não fosse a super ventania que por aí anda, mas ontem e hoje lá ganhei coragem e fui experimentar a praia.

Hoje em dia, não me desagrada a ideia de ir sozinha. É como a história de comer sozinha. Dantes ficava com o estômago às voltas e parecia que tudo ficava a olhar para mim. Agora ignoro e aproveito os momentos a sós para reflectir ou simplesmente observar. É como se diz "mais vale só, que mal acompanhada!".

Ontem, não levei pára-vento, mas até se estava bem, não fosse o "bombardeamento" de areia. Lá aguentei até às 17h30 (cerca de 2horas). Durante a minha estadia na praia, gosto sempre de observar o que me rodeia. Ontem, enquanto lá estava, vi várias personagens. Mal cheguei, veio um senhor muito simpático dizer que até se estava bem, não fosse a areia e lá seguiu o seu caminho. Dois adolescentes no auge da paixão, que foram até ao fim do passadiço só para ver a praia, dar uns "senhores" beijos (com tudo a que têm direito) e depois foram embora, outra vez aos beijos (devem ter começado a namorar à pouco tempo). Um rapaz que graças à areia andava de um lado para o outro e sentava-se, volta e meia, a observar a praia. Um casal que estava quase ao meu lado "meios" a dormir. E no meio disto tudo, andava um senhor com uma malinha lá no meio que de repente deixou voar o seu saquinho made in continente e sai-se com um "Caralho" bem sonoro, entre outros palavrões.

Hoje fui mais inteligente e levei o pára-vento (estava mais vento do que ontem, porra). Fui mais cedo, porque já adivinhava que se ia pôr frio por volta das 17h (e assim foi). Estava mais gente do que ontem, pois hoje o dia não estava tão nublado como ontem de manhã. Com isto viu-se mais crianças e também muita gente a desistir por causa do vento (as dunas não são muito boas a proteger). Sinceramente, ainda observei o povo que me rodeava, mas nada me chamou mais à atenção. Diverti-me a ler os meus livros em atraso (que foram aumentando ao longo do semestre).

Concluindo, o que mais gosto da praia é mesmo não fazer nada, mas desenganem-se se estão a pensar que adoro ou venero. É giro e sinal de férias (principalmente quando vou para a praia do costume, aquela que vou à anos), mas mesmo quando vou acompanhada farto-me de lá estar. Apesar que hoje em dia tenho aguentado mais sozinha do que com companhia (às vezes ando ao contrário do resto das pessoas).

Bem, agora vou-me dedicar ao google+, ver o que ainda me escapou :)

8 comentários:

joana disse...

Ainda não fui à praia este ano...
E depois de lá estar um dia inteiro, já me farto.
Gosto mais de ir bem cedo quando ainda é quase só minha! :)

S* disse...

Não aguento muito tempo na praia... demasiado relaxante. Duas ou três horas e está feito.

mari disse...

corajosa!!! ... eu que trabalho numa cidade de praia levei com tanto vento na hora de almoço que duvido que alguém se tenha aguentado pela praia :)

Criss disse...

mari, eu a ir embora levantei-me e quase voava :O e mesmo com pára-vento vinha vento noutra direcção x)

Dii* disse...

Hoje praia só para panados. Hoje lá fui a foz comer um gelado e god, comia mais cabelo e areia que gelado. LOL

Dii* disse...

Sim, infelizmente, mas a uma coisa diferente. '-- ando numa maré jeitosinha! '--

Só mesmo com paravento porque sem ele até metia medo. xD Se bem que vi muito boa gente sem ele. que medo xD

Dii* disse...

Então pq? LOL o que mais faço é espairecer.

Verita disse...

Eu também estive na praia (sozinha) na 3ª feira mas desisti cedo. Estive na Figueira da Foz mas o tempo estava péssimo tendo mesmo chegado a chuviscar, pelo que fui reunir as minhas coisinhas e regressei às Caldas tendo depois uma sessão no gym ;)
A mim não me faz confusão nenhuma ir à praia sózinha!

bjs